Como obter sucesso empreendendo na área da Comunicação

em

Texto: Nicolas Garrido / Imagem: sede da GG Comunicações (arquivo pessoal)

Pesquisa realizada pela Fundação Telefônica, Ibope e Instituto Paulo Montenegro em 2017 mostra que 65% dos jovens preferem ter um negócio próprio a serem empregados de uma empresa. Este é o caso de Rafael Bugni Costa, 23, fundador e CEO da GG Comunicações, uma empresa de comunicação, design, assessoria de imprensa e marketing relacionada ao e-sports do Brasil.

Rafael se formou em jornalismo na ESPM-SP no ano de 2017, mas a ideia de criar uma empresa começou pouco antes da faculdade, aos 17 anos. No primeiro semestre do ensino superior, começou a estagiar em uma empresa de e-sports chamada CNB e, ao conhecer sua estrutura, descobriu que trabalhar na área era realmente a carreira que queria para seu futuro.

No segundo semestre de 2013, deu início ao projeto e criou, com a ajuda de seus professores, sua própria empresa, a GG Comunicações. Com os conhecimentos absorvidos na ESPM-SP adquiriu uma base sólida para o desenvolvimento de seu projeto. “Fui um dos pioneiros no empreendedorismo em games e e-sports no país”, afirma Rafael Costa, em entrevista para o Blog De Olho na Carreira. Segundo Rafael, isso gerou pontos positivos e negativos. “Esse mercado estava começando a se desenvolver em outros países. Por outro lado, no Brasil, ele nem sequer existia”, explica. Por isso, ele não teve nenhuma referência positiva para aplicar em sua empresa, pelo contrário, teve que caminhar com as próprias pernas e descobrir como fazer seu negócio funcionar. Porém, por ser um dos pioneiros, ele ficou na frente de muitas pessoas que, posteriormente, gostariam de empreender no mercado de games.

Antes de desenvolver seu projeto, o empreendedor teve que enfrentar alguns obstáculos. O primeiro deles foi ele mesmo, que precisou se convencer de que o mercado de games realmente tinha futuro e era rentável.

Após vencer o primeiro obstáculo, Rafael teve que convencer seus pais das oportunidades e possibilidades que aquele mercado poderia oferecer, já que eles investiriam na ideia. “A visão simplista dos meus pais foi outro fator que tive que superar”, disse Rafael.

 

Empreendendo em Comunicação

Para abrir a empresa, Costa teve que lidar com as dificuldades burocráticas que o obrigavam a investir muita verba no projeto. “A carga tributária é grande, precisa ter contador, além de entender que nem todas as pessoas são bem intencionadas”, conta Costa.

O adversário que ele enfrenta hoje é a concorrência com as grandes agências, que recentemente começaram a olhar o mercado de e-sports com muita atenção. “Trabalho para conseguir ‘bater de frente’ com essas grandes empresas, que ainda não entendem muito do mercado de games. No dia que entenderem as especificidades e peculiaridades desse mercado, estarei pronto”, explica.

No início, a GG Comunicações trabalhava de maneira informal, sendo pagos de diversas maneiras, como divulgação da marca ou cópias de jogos de seus clientes. Porém, em 2017, a empresa conseguiu adquirir relevância no mercado de games e conseguiu o maior número de clientes até então.

Suas campanhas ajudaram alguns gamers a vencer cinco prêmios de comunicação – os prêmios eram dados aos jogos, não às campanhas. “Por conta de o mercado não ser tão grande, em 2017, a empresa conseguiu se consolidar e se destacar com facilidade”, afirma.

Atualmente, Rafael possui seis funcionários diretos – que trabalham com ele no dia-a-dia – e cinco funcionários informais – freelas – que trabalham no atendimento aos clientes de forma independente. Além deles, a empresa conta com jogadores do time profissional de e-sports INTZ, que são pagos para jogar campeonatos profissionais ao mesmo tempo que divulgam a marca da GG e de seus patrocinadores. No último campeonato brasileiro de “League of Legends”, jogo de batalhas online para PC, a INTZ se sagrou campeã e trouxe visibilidade a GG.

A empresa de Rafael trabalha atualmente com 11 modalidades de jogos, como “League of Legends”, “CS:GO”, “Fortnite”, “Rainbow Six”, “Free Fire”, entre outros.

A rotina atual de Rafael consiste em ir à academia por volta das 7h da manhã e passear com seu cachorro para preservar sua saúde. “Eu não posso abrir mão da minha saúde em detrimento do meu trabalho”, conta. Depois dos exercícios físicos, chega a empresa para verificar se as demandas do dia anterior foram cumpridas e organiza o andamento de serviços da empresa.

As expectativas de Rafael em relação ao crescimento da GG Comunicações são bem otimistas. “Com o crescimento da audiência e do público-alvo do mercado de games, aumento do dinheiro investido em premiações de campeonatos de e-sports e a gradativa profissionalização da área, podem gerar diversos benefícios para a empresa”, afirma. Seu maior objetivo atualmente é manter o crescimento da empresa para conseguir se tornar um dos maiores nomes atuantes no mercado e obter sucesso e lucro com seu negócio.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s