Consultora em RH ensina a preparar o melhor currículo

Montar o primeiro currículo ou portfólio pode trazer dificuldades para o estudante sobre a melhor forma de apresentar suas informações, habilidades e trabalhos. Para esclarecer algumas dúvidas, a equipe do DONC conversou com Lia Roja, psicóloga e dona há 20 anos da consultoria Marcondelli & Rojas, especializada em recursos humanos.

De acordo com Lia, a primeira coisa que se deve fazer é um briefing de suas habilidades e competências, que seria organizar suas informações de maneira objetiva e concisa. “É isso que fará você ser visto e lembrado no mercado de trabalho”, diz a psicóloga.

Ela acrescenta que fugir do comum é uma ótima característica para um currículo de destaque. Além de colocar suas informações básicas, pessoais e profissionais, ela recomenda acrescentar curiosidades. “Sempre tente colocar coisas diferentes do que se vê no mercado, como alguma viagem que você fez ou algum esporte que você pratica”, afirmou. Segundo ela, isso gera interesse na empresa em conhecer o candidato.

Colocar competências comportamentais também é recomendável. “Por exemplo, um jornalista é uma pessoa com habilidade muito grande em se comunicar e de se relacionar, e isso faz diferença”.

A relação entre o conteúdo e o visual também é importante em um portfólio e, para Lia, deve existir um equilíbrio criativo entre essas duas esferas. “Nenhum é mais importante do que o outro, é uma relação de complemento. O que adianta ser bonito visualmente, porém sem nenhuma informação que acrescente ao portfólio?”, diz.

Segundo a consultora de recursos humanos, não adianta só escrever e escrever, deve ser algo limpo, claro e objetivo. “O currículo é que nem uma roupa, ele deve se adequar a cada empresa”, recomenda.

De acordo com a consultora, há plataformas digitais que são essenciais na divulgação de seu currículo como o LinkedIn, uma rede social do universo profissional. Lia também destaca a importância de tomar cuidado com as redes sociais e como você se comporta nelas. “Há empresas que checam sua página antes de te contratar. Então é melhor evitar postar coisas como ‘Odeio segundas-feiras’ ou ‘Adoro encher a cara’, entre outras”, afirma.

Segundo Lia, o que mais destaca um jornalista é ter uma página sua onde esteja seu conteúdo produzido, como um blog que com seus principais textos e trabalhos. “Ter o seu próprio espaço é um diferencial na hora de contratar”, diz.

Lucas de Abreu – 2º semestre de Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s