‘Agora o Bicho Vai Pegar’ inova no jornalismo esportivo na rádio Bradesco

As rádios do Grupo Bandeirantes contam com vastas redações de jornalismo  Foto: Fernanda Giachini
As rádios do Grupo Bandeirantes contam com vastas redações de jornalismo
Foto: Fernanda Giachini

Entre as 16 e as 19 horas, de segunda a sexta, o bicho pega na rádio Bradesco Esportes, filiada ao Grupo Bandeirantes de Comunicação. “Agora o Bicho Vai Pegar” une basicamente o futebol e o humor, a informação e o entretenimento. Román Laurito, Ivan Zimmermann, Guilherme Pallesi e Celso Miranda comandam o programa de forma bem humorada e irreverente, no significado bom da palavra.

O programa conta com uma forte presença do público, o que o torna ainda mais interessante e engraçado. Comentários (feitos por Facebook e Whatsapp) e ligações dos espectadores são recorrentes, refletindo o sucesso do programa. As entradas da repórter de helicóptero deixam o ouvinte informado a respeito do trânsito na cidade de São Paulo. Durante a programação, o público ainda tem a possibilidade de ganhar prêmios pelo simples ato de ligar e participar do programa.

As piadas de Pallesi, as histórias de Zimmermann, o “vovô”, como é carinhosamente chamado, os pitacos de Celso e o improviso de Román dão ritmo à atração. “O Esporte é uma área mais irreverente do jornalismo. Hoje em dia a gente acompanha tantos problemas de violência, crimes e corrupção e a área esportiva é uma área mais light. E o nosso programa mostra bem isso”, diz Pallesi.

O estúdio possui dois televisores que mantêm os apresentadores informados durante o programa      Foto: Fernanda Giachini
O estúdio possui dois televisores que mantêm os apresentadores informados durante o programa    
Foto: Fernanda Giachini

A editoria de esportes, seja na rádio, televisão ou internet, não se restringe apenas à informação que passa. Para Pallesi, o esporte tem uma função fundamental na sociedade, ainda mais quando se trata de classes mais baixas: a inclusão social. “Ele é importantíssimo na criação de uma pessoa, de um jovem. Tendo veículos de comunicação para divulgar, incentivar a prática de várias modalidades é muito interessante para o crescimento do Brasil”, conta.

O jornalismo esportivo é, provavelmente, o mais popular dentro dos diferentes segmentos existentes na profissão. Devido a essa popularidade, o acesso é naturalmente difícil, já que as vagas não são numerosas e os candidatos são inúmeros. Aos que pretendem seguir essa carreira, Pallesi recomenda: nunca desistir de um sonho e persistir nele. Além disso, conversar com profissionais experientes e que servem como inspiração é, também, fundamental. E claro, como para qualquer futuro jornalista: manter-se informado.

Fernanda Giachini (2º semestre de Jornalismo)

Thomas Aoki (3º semestre de Jornalismo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s