Jornalistas orientam estudantes que desejam trabalhar no rádio

Mariza Tavares conta que para ser um profissional de rádio não basta ter uma boa voz e sim, ter um repertório vasto e saber lidar com todas as mídias. Foto: Bianca Giacomazzi
Mariza Tavares conta que para ser um profissional de rádio não basta ter uma boa voz e sim ter um repertório vasto e saber lidar com todas as mídias. Foto: Bianca Giacomazzi

A faculdade de jornalismo prepara o profissional para atuar em diversas áreas da comunicação, como televisão, impresso e assessoria de imprensa. Entre elas, o rádio é uma plataforma em ascensão, que sofreu um aumento de 44% em sua audiência nos últimos 5 anos e segundo pesquisa publicada na Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) emprega um terço dos jornalistas brasileiros que trabalham na mídia.

Mariza Tavares, diretora-executiva da rádio CBN, alerta que o bom jornalista é aquele que sabe trabalhar com todas as mídias, uma vez que a atual confluência destas exige que o profissional lide com todas as plataformas. “O jornalista tem que ter uma base sólida, aproveitar ao máximo a faculdade, ter muito conhecimento e ler bastante. Não só leituras cotidianas, mas boa literatura”, complementa.

Para aqueles que almejam trabalhar em rádio, ela esclarece que ter uma boa voz e fluência é bom, mas não o suficiente. Ter um repertório vasto é muito mais importante para o sucesso profissional.

Enquanto alguns já estão determinados a respeito da mídia que querem trabalhar, outros acabam por descobrir ao decorrer do curso ou até mesmo mudam de ideia ao longo do ensino. Isto foi o que aconteceu com Petria Chaves, repórter e apresentadora da rádio CBN, que acreditava que trabalharia em revistas.

Petria começou a estagiar cedo, logo no primeiro ano de faculdade. Mas foi mudando de empregos e conhecendo vários setores da comunicação e por fim, chegou no rádio, onde trabalha atualmente. “O processo foi muito natural, a vida é um fluxo e eu acredito no fluxo da vida. Acho que o importante é você estar presente, consciente de que independe ‘o que’ mas sim o ‘como’ você faz.”, explica.

Para a apresentadora, o imprescindível é ser verdadeiro com você mesmo e deixar que o seu trabalho seja um reflexo de quem você é. “A única forma de ter sucesso e de se realizar no que você faz, é sendo íntegro com o que você acredita, independente de onde você trabalha”, conta.

Experiência profissional

Ingressar no mercado de trabalho o quanto antes e estar atento às oportunidades do mercado é fundamental .”Muitas vezes a oportunidade surge em um momento que você tem que abraçar e não dá para escolher muito. Só no futuro, quando  você esta mais estabilizado, que você pode procurar, escolher e realizar o seu desejo”, aconselha Claudio Junqueira, assessor de imprensa da PUC-SP.

O jornalista Cláudio Junqueira ressalta a importância de ingressar no mercado de trabalho o quanto antes. Foto: Carla Fernandez
O jornalista Cláudio Junqueira ressalta a importância de ingressar no mercado de trabalho o quanto antes. Foto: Carla Fernandez

Quanto mais cedo for o contato com o mercado de trabalho, mais preparada e mais conhecimento a pessoa terá e assim, as chances de crescimento profissional serão maiores do que aquelas que deixaram para estagiar em um período mais tardio.Junqueira conta que embora sempre tivesse interesse por rádio a oportunidade de trabalhar nessa plataforma surgiu em um momento em que estava satisfeito com seu emprego no extinto Jornal da Tarde, mas como foi incentivado por sua professora resolveu conhecer a rádio. A partir daquele momento não teve dúvidas de que aquela era a carreira a seguir. “Em apenas três dias de trabalho, eu já estava dominando a rotina e pensei ‘é aqui que eu quero ficar’”, relembra o jornalista. Em apenas três meses, Junqueira foi efetivado como rádio escuta e em seguida ficou onze anos como jornalista  na rádio Bandeirantes e se diz realizado tanto profissional como pessoalmente.

“O importante é você entrar no mercado. Principalmente no rádio, muita gente pensa que você começa como repórter, mas é mais fácil entrar como rádio escuta e depois trilhar o seu caminho. O importante é você estar ali dentro, são degraus que você vai conquistando com o passar do tempo e tudo vai sendo agregado a sua carreira”, completa Junqueira.

 Carla Fernandez (2º semestre de Jornalismo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s